Nova Zelândia anuncia sanções a Fiji por causa de golpe

A primeira-ministra da Nova Zelândia, Helen Clark, anunciou nesta terça-feira ao Parlamento de seu país que vai impor sanções militares e políticas a Fiji em resposta ao golpe de Estado que, disse, está sendo promovido pelos militares do país."A mensagem do governo da Nova Zelândia ao comandante das Forças Armadas, Frank Bainamarama, é muito clara: deve recuar de suas ações inconstitucionais", disse Clark.A governante apoiou o primeiro-ministro de Fiji, Laisenia Qarase, que "está mostrando um grande valor diante das ameaças e intimidações que sofre por parte dos militares".Segundo Clark, o governo da Nova Zelândia decidiu proibir a entrada no país de altos oficiais militares de Fiji e seus parentes, assim como suspender os laços bilaterais na área de defesa, "exceto em patrulhas marítimas, ajuda em desastres e atividades de resgate".Se o golpe em andamento não for detido, o Governo pedirá também a expulsão de Fiji da Commonwealth.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.