Nova Zelândia planeja venda de 20% da Air New Zealand

O governo da Nova Zelândia informou neste domingo que planeja vender 20% da sua participação na Air New Zealand Ltd. A venda reflete um plano de privatização que tem por objetivo angariar mais de 5 bilhões de dólares da Nova Zelândia (US$ 4,2 bilhões) para ajudar o país a voltar ao superávit de orçamento até junho de 2015. A participação do governo na companhia aérea vai cair para 53%.

DOW JONES NEWSWIRE, Agência Estado

17 de novembro de 2013 | 12h09

O Estado já arrecadou 3,6 bilhões de dólares neozelandeses com a venda parcial de suas ações do Mighty River Power Ltd. e Meridian Energy este ano. Além de ações da Air New Zealand, o governo planeja vender sua participação na Genesis Energy Ltd.A venda parcial da participação do governo na aérea nacional começará 18 de novembro, por processo de bookbuilding e está prevista para terminar no dia seguinte. O preço será decidido com base nas ofertas apresentadas pelos investidores.

Baseado no preço de fechamento de sexta-feira das ações da Air New Zealand, de 1,65 dólares neozelandeses, a participação de 20% que está sendo vendida vale cerca de 363 milhões dólares neozelandeses. A negociação das ações da empresa será interrompida a partir de segunda-feira e retomada nas bolsas de valores da Nova Zelândia e Austrália em 20 de novembro. Craig Investment Partners, Deutsche Bank e Goldman Sachs foram nomeados coordenadores da operação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.