Nove imigrantes morrem em incêndio na Coréia do Sul

Pelo menos nove estrangeiros morreram e 18 ficaram feridos neste domingo em um incêndio num centro de retenção de imigrantes na Coréia do Sul, informou a agência local "Yonhap".O maior temor agora é que o número de vítimas aumente, já que alguns dos feridos se encontram em estado crítico, segundo fontes policiais citadas pela agência sul-coreana.O incêndio, cujas causas são desconhecidas e que aconteceu às 4h05 (17h05 de sábado, em Brasília), destruiu totalmente o prédio, de quatro andares, localizado em Yeousy, a 450 quilômetros de Seul, indicaram fontes policiais.Entre as vítimas encontram-se cinco chineses e um usbeque. Por enquanto, se desconhece a nacionalidade do restante dos imigrantes.Aparentemente, o centro acolhia imigrantes que tentaram entrar ilegalmente na Coréia do Sul vindos da China e do Sudeste Asiático.Segundo a "Yonhap", 28 imigrantes foram resgatados pelos bombeiros.A maioria das vítimas morreu por inalação de fumaça, segundo a Polícia sul-coreana, que informou que o incêndio já foi controlado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.