Nove pessoas foram assassinadas em Honduras

Nove pessoas foram assassinadas em Honduras

A chacina ocorreu em um dos bairros mais violentos da capital hondurenha

Efe

11 de abril de 2010 | 02h43

Ao menos nove pessoas foram assassinadas a tiros em uma zona perigosa de Tegucigalpa, na Honduras, segundo informou neste sábado a polícia nacional. Ainda de acordo com a polícia as vítimas são 7 homens e 2 mulheres.

 

A chacina foi cometida na colônia Cantarero Lópes, no noroeste da capital hondurenha, local considerado como um dos mais perigosos da cidade, devido a grande proliferação de delinquentes.

 

A polícia ainda não conhece os motivos dos assassinatos, já que os vizinhos se recusam a colaborar por terem medo de sofrerem represálias por parte dos bandidos.

 

As duas mulheres foram baleadas no interior de uma casa, e os homens em uma rua próxima a escola do bairro.

 

Um informativo recente da Comissão Nacional dos Direitos Humanos, destacou que Honduras registrou em 2009 a taxa de homicídios mais alta da Amércia Central, 66 homicídios para cada 100 mil habitantes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.