Nove pessoas morreram em incêndio na China

Suspeita-se que a explosão de um botijão de gás tenha provocado a tragédia

Efe,

14 de dezembro de 2010 | 03h17

PEQUIM - Um incêndio em um apartamento na cidade de Quzhou na província de Zhejiang (lesta da china) matou, nesta segunda-feira, 13, nove pessoas e deixou duas feridas. Testemunhas disseram que ouviram uma explosão antes do início do incêndio e suspeita-se que um botijão de gás tenha provocado o incidente.

As duas pessoas que ficaram feridas foram hospitalizadas e estão em estado estável. A polícia investiga a causa do incêndio.

 

Em 15 de novembro, 58 pessoas morreram e 71 ficaram feridas em um incêndio em um prédio de 28 andares na cidade de Xangai, provocado por faíscas de solda de uma construção que, por sua vez, incendiou o prédio inteiro.

Este acidente revelou o emprego ilegal de trabalhadores e a má qualidade dos matérias de construção no país asiático.

 

Além dessas mortes em Quzhou, duas pessoas foram mortas e quatro ficaram feridas em outra explosão que, neste episódio, aconteceu em uma oficina clandestina de fogos de artifício na província de Shandong (leste da China). As investigações iniciais indicam que a explosão foi causada por faíscas de fios velhos

Tudo o que sabemos sobre:
Incêndio, China, acidente

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.