Nove policiais mortos e 26 desaparecidos no Nepal

Cerca de 400 rebeldes maoístas atacaram um quartel da polícia em Yadukuana, no Sul do Nepal, e mataram pelo menos nove agentes nesta segunda-feira. Outros 26 policiais que estavam no quartel no momento do ataque desapareceram. Suspeita-se que tenham sido seqüestrados. Os conflitos entre os rebeldes - que dizem seguir a doutrina do revolucionário chinês Mao Tse-tung ? e as forças do governo começaram em agosto do ano passado, quando os guerrilheiros puseram fim a um cessar-fogo. Os rebeldes pretendem derrubar a monarquia do Nepal e instaurar um estado comunista. Nove mil pessoas já morreram no país em decorrência da revolta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.