Novembro, mês violento para os EUA no Iraque

Um soldado da Infantaria dos Estados Unidos que estava hospitalizado, morreu nesta terça-feira em conseqüência de ferimentos recebidos na explosão de um bomba, quando realizava uma patrulha nos arredores do povoado de Alazu, ao norte de Bagdá. Esta baixa faz de novembro o mês mais violento para os norte-americanos no Iraque desde abril, quando morreram 135 soldados. A identidade do militar morto não foi revelada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.