Novo ataque em Xinjiang deixa três policiais mortos

É o terceiro ataque nos últimos dez dias; agentes foram esfaqueados por um assaltante

AE, Agencia Estado

12 de agosto de 2008 | 06h22

Um novo atentado na região de Xinjiang - o terceiro nos últimos 10 dias - deixou três policiais chineses mortos nesta terça-feira, 12. Apesar do local ser bem distante de Pequim, grupos separatistas estão aproveitando a realização da Olimpíada no país para chamar atenção para sua causa.   Dessa vez, o ataque, que ocorreu ocorreu às 9 horas locais (22 horas de Brasília de segunda-feira), aconteceu num posto policial na estrada, que fica a cerca de 30 quilômetros da cidade de Kashgar, onde um outro atentado, no dia 4 de agosto, deixou 16 policiais mortos e outros 16 feridos. Além desses dois casos, houve mais um em Kuqa, no último domingo, quando morreram 11 pessoas.   Segundo explicou a Polícia local, no ataque desta terça-feira os agentes foram esfaqueados por um assaltante que saltou de um veículo no momento em que passava no posto de controle.   Além dos três mortos, um policial ficou ferido no ataque desta terça-feira. As autoridades chinesas não informaram a quantidade de envolvidos no atentado terrorista e nem se conseguiu prender algum deles.   Xinjiang, região cuja a maioria da população é muçulmana, abriga diversos grupos separatistas. O principal deles é o Movimento Islâmico Turcomenistão do Leste, que defende a criação de um país independente na região, fora do domínio chinês.   Com Efe

Tudo o que sabemos sobre:
OlimpíadaChinaXinjiangviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.