Novo bombardeio de Faluja deixa dois mortos e 11 feridos

Aviões de guerra americanos lançaram uma onda de ataques contra a cidade de Faluja, matando dois civis e ferindo 11 outras pessoas, incluindo uma menina de seis anos, informam funcionários de um hospital. Os militares dizem que pelo menos um dos bombardeios tinha como alvo um canhão antiaéreo montado na caçamba de um caminhão. Rebeldes "tentaram disparar contra um de nossos ativos aéreos e respondemos com fogo de míssil", disse o tenente-coronel Thomas V. Johnson.Segundo testemunhas, o avião despejou pelo menos duas bombas no bairro de al-Askari, danificando pelo menos 15 casas e destruindo diversos automóveis. Os aviões também bombardearam o distrito industrial da cidade, ferindo dois guardas de uma fábrica, informam autoridades. As forças estrangeiras no Iraque crêem que Faluja converteu-se num refúgio para rebeldes e extremistas desde que os fuzileiros navais americanos abandonaram o cerco a que a cidade estava submetida em abril e transferiram o controle para uma tropa iraquiana, a Brigada de Faluja.Na quarta-feira, aviões americanos e tanques executaram um bombardeio de mais de duas horas contra a cidade, matando quatro pessoas, segundo funcionários de um hospital e moradores. Os americanos dizem que o alvo do ataque de quarta foi uma base rebelde.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.