Novo Exército iraquiano começa a treinar

Militares americanos levaram nesta segunda-feira cerca de 400 voluntários do novo Exército iraquiano para a cidade de Kirkuk, no norte do país, a fim de iniciar dois meses de treinamento básico, enquanto as forças dos Estados Unidos viviam o terceiro dia consecutivo sem sofrer nenhuma morte em combate. De acordo com autoridades militares americanas em Bagdá, nenhum soldados americano morreu em ação desde o fim da noite de sexta-feira.Os recrutas enviados hoje ao norte do país compõem metade do primeiro grupo de iraquianos que começará a ser treinado por instrutores americanos ainda em agosto. Estima-se que 12.000 soldados iraquianos estarão aptos para o serviço até o fim deste ano. O número deverá subir para 40.000 até o fim de 2004.A questão da segurança preocupa os americanos, que temem ações de guerrilheiros iraquianos, que disseram considerar os recrutas colaboradores das forças de ocupação. Oficiais americanos negaram aos jornalistas permissão para conversar com os recrutas e alegaram que não querem expor os voluntários nem suas famílias a eventuais retaliações.Os recrutas precisam ter entre 18 e 40 anos de idade e não podem ter alcançado patente de coronel ou superior durante o regime de Saddam Hussein.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.