Novo incidente em voo aos EUA é mal-entendido, diz FBI

Um nigeriano que provocou distúrbios em um voo da Northwest Airlines que ia de Amsterdã para Detroit está sob custódia do FBI (a polícia federal norte-americana), mas o caso não é muito mais do que um mal-entendido, disseram hoje autoridades de Michigan.

AE, Agencia Estado

27 de dezembro de 2009 | 20h31

O homem, que pode ter passado mal, foi diversas vezes ao banheiro antes de o avião aterrissar, disseram as autoridades, provocando suspeitas entre a tripulação. Ele não teria respondido às perguntas que lhe foram feitas enquanto estava no banheiro cerca de uma hora antes do pouso, e a equipe então teria contactado as autoridades de segurança pedindo que elas se dirigissem ao avião assim que ele aterrissasse.

Membros do FBI afirmaram que o caso está totalmente esclarecido e que não se trata de ameaça. Na sexta-feira, um outro nigeriano, presente no mesmo voo 253, tentou detonar explosivos. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
atentadoEUAaviãomal-entendidoFBI

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.