Novo massacre no Congo deixa mais de 60 mortos

Dezenas de combatentes, portando rifles e machados, atacaram uma vila no nordeste do Congo, mataram pelo menos 65 pessoas, na maioria crianças, saquearam e atearam fogo a cabanas, informam representantes das Nações Unidas. Soldados da ONU enviados para investigar o massacre, que ocorreu na segunda-feira, encontraram corpos em cinco valas coletivas e espalhados pela mata ao redor.Pelo menos 23 corpos estavam em uma igreja, informa Isabelle Abric, porta-voz da ONU. Eles teriam sido colocados no templo pelos moradores sobreviventes. As vítimas pertencem à tribo Hema, e suspeita-se que os responsáveis pelo ataque sejam do povo Lendu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.