Novo premiê da Austrália faz visita-surpresa a Bagdá

O novo primeiro-ministro da Austrália,Kevin Rudd, fez na sexta-feira uma visita-surpresa a Bagdá,segundo autoridades do Iraque. Ele pretende retirar cerca de550 soldados australianos de lá até meados de 2008. A Austrália foi um dos primeiros países a oferecer forçaspara a invasão norte-americana de 2003, mas em novembro Ruddfoi eleito com a promessa de retirar as tropas de combate. A vitória dele encerrou 11 anos de governo conservador naAustrália. As tropas do país estão concentradas principalmente no suldo Iraque, que tem maioria xiita e é mais pacífico. Suaprincipal tarefa é manter a segurança e treinar forças locais. Ao todo, a Austrália tem cerca de 1.500 soldados no Iraquee arredores. Rudd conversou com o primeiro-ministro Nuri Al Maliki nogabinete dele, segundo uma das fontes iraquianas, que não quisinformar o conteúdo da conversa. O antecessor de Rudd, John Howard, chegou a ser apelidadona imprensa australiana de "xerife-adjunto", por seguir todasas iniciativas bélicas norte-americanas. Rudd diz que pretende manter as boas relações comWashington. Embora tenha decidido retirar tropas, a Austrália quervoltar a ser um importante fornecedor de trigo para o Iraque,que é um dos maiores importadores do mundo. Desde o anopassado, a maior parte do trigo consumido no Iraque vem dosEUA.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.