Asmaa Waguih/AP
Asmaa Waguih/AP

Novo premiê egípcio não terá controle sobre Exército

Ganzuri nomeou um ex-chefe de polícia do Cairo para a importante posição de Ministro do Interior

AE, Agência Estado

07 de dezembro de 2011 | 13h44

CAIRO - O conselho militar que governa o Egito concedeu poderes presidenciais ao primeiro-ministro interino do país, Kamal Ganzuri, mas destacou que ele não terá controle sobre o Exército nem o Judiciário.

"O conselho Supremo das Forças Armadas delegou poderes presidenciais a Kamal Ganzuri, de acordo com a lei, mas isso não inclui as Forças Armadas e o Judiciário", informou a agência oficial de notícias Mena.

Ganzuri anunciou seu novo gabinete nesta quarta-feira, 7, nomeando um ex-chefe de polícia do Cairo para a importante posição de Ministro do Interior, informou a televisão estatal.

Ganzuri, de 78 anos, que ocupou o cargo de premiê durante o governo de Hosni Mubarak, foi indicado cerca de duas semanas atrás, mas teve dificuldades para escolher um novo ministro do Interior, que é responsável pela polícia.

Mohammed Ibrahim Yusuf, que comandou a polícia no distrito de Giza, na capital, foi empossado perante o chefe do conselho militar, Marechal de Campo Hussein Tantawi, informou a televisão estatal.

O novo ministro de Finanças é Mumtaz al-Said e a pasta de Relações Exteriores foi mantida por Mohammed Kamel Amr.

O segundo gabinete interino desde a queda do ex-presidente Hosni Mubarak em fevereiro renunciou em 21 de novembro sob pressão dos violentos protestos contra sua atuação na transição do país para a democracia.

 

As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EgitogovernoKamal Ganzuri

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.