Novo presidente de Madagáscar declara fim da ditadura

O novo presidente de Madagáscar, Andry Rajoelina, declarou hoje "o fim da ditadura" e prometeu um bom governo durante seu discurso de posse. Centenas de pessoas apareceram no estádio esportivo na capital para acompanhar o juramento de Rajoelina. "Hoje nós proclamamos o fim da ditadura, do desperdício na gestão das questões estatais, o fim das mentiras, promessas vazias... que por muito tempo reprimiram a vida política de Madagáscar", afirmou ele.

AE, Agencia Estado

21 de março de 2009 | 13h37

Os países do sul da África anunciaram esta semana que não dariam legitimidade ao novo líder de Madagáscar. Ontem a União Africana (UA) suspendeu Madagáscar, depois de qualificar como golpe a tomada de poder por um político de oposição apoiado pelo Exército da nação insular. Sob a mesma justificativa, os Estados Unidos anunciaram a suspensão da ajuda financeira a Madagáscar. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Madagáscarpresidenteditadura

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.