Ben Curtis/AP
Ben Curtis/AP

Novo presidente do Zimbábue toma posse na sexta

Emmerson Mnangagwa, número dois do governo por décadas, assume após renúncia de Robert Mugabe, que governou o país por 37 anos

O Estado de S.Paulo

22 Novembro 2017 | 09h18

HARARE - O ex-número dois do Zimbábue, Emmerson Mnangagwa, deve tomar posse como presidente na próxima sexta-feira, 24, três dias depois da renúncia de Robert Mugabe, que dirigiu o país com mão de ferro por 37 anos. O anúncio foi feito pela imprensa estatal nesta quarta-feira, 22.

Cronologia: o Zimbábue desde sua independência

"A posse de Mnangagwa está prevista para sexta", informou o site do grupo audiovisual público ZBC. No exílio desde sua saída do poder, o ex-vice-presidente, de 75 anos, deve chegar a Harare nesta quarta.

As ruas de Harare, a capital do Zimbábue, foram tomadas por buzinas, danças e gritos depois da renúncia de Mugabe. As ruas no entorno do Parlamento foram tomadas pela multidão. Desde a intervenção militar há uma semana, provocada pela demissão de Mnangagwa, o presidente Mugabe perdeu, um a um, seus apoios.

Mugabe: de herói nacional a déspota disposto a matar pelo poder

A renúncia de Mugabe colocou fim a quase quatro décadas de um governo marcado pela autocracia, má gestão econômica e abuso de direitos humanos. Quando chegou ao poder, em 1980, foi aclamado como herói da emancipação africana num país que por quase um século foi uma colônia governada por brancos. Décadas depois, para muitos ele se tornou um governante obcecado e disposto a usar esquadrões da morte, fraudar eleições e arrasar a economia na sua implacável busca para manter o poder. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.