Novo teste nega presença de antraz em correio dos EUA

A suspeita da presença de antraz em uma agência de correio que recebe correspondências do governo norte-americano, em Washington, não foi confirmada. A analise de aproximadamente 90 amostras de uma carta suspeita deu negativa, informou um porta-voz do Serviço Postal norte-americano. A carta, enviada ao vice-presidente do Federal Reserve (FED, Banco Central americano), Roger Ferguson, foi encontrada antes de chegar ao destinatário. Segundo o porta-voz do Centro Federal para o Controle de Doenças de Atlanta, o resultado positivo do primeiro teste estava errado. O Centro realizou novos testes mais confiáveis e confirmou a não existência do antraz.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.