Novos ataques israelenses deixam 3 mortos em Gaza

Ataques aéreos israelenses mataram dois militantes palestinos e um estudante na Faixa de Gaza nesta segunda-feira e vários foguetes palestinos atingiram o sul de Israel, o que mostra a intensificação dos confrontos na região.

AE, Agência Estado

12 de março de 2012 | 09h28

Os episódios de violência são os piores dos últimos meses envolvendo Israel e o Hamas. Os ataques foram desencadeados após o assassinato de um importante militante por Israel na sexta-feira.

Até agora, o confronto já matou 21 habitantes de Gaza, dentre eles 18 militantes, deixou seriamente feridos dois israelenses e prejudicou as vidas de 1 milhão de israelenses que vivem na área de alcance dos foguetes disparados pelos militantes de Gaza.

O Exército israelense disse que realizou nove ataques aéreos contra locais de onde foram lançados foguetes e contra um local onde armas estavam estocadas na manhã desta segunda-feira. A Jihad Islâmica informou que dois de seus militantes foram mortos em dois ataques separados. Um deles dirigia uma motocicleta e o outro, um adolescente de 16 anos que vestia uniforme escolar, morreu quando um grupo de cinco civis foi atingido durante outro ataque, informou Abu Salmia, funcionário da área de saúde em Gaza.

Vinte e quatro palestinos, dentre eles várias crianças, ficaram feridos em outros ataques realizados nesta madrugada contra a Cidade de Gaza, afirmou Abu Salmia.

O chefe do Exército de Israel, brigadeiro general Yoav Mordechai, disse à Rádio do Exército que o alvo do ataque eram munições que estavam estocadas num prédio residencial.

Segundo os militares, os ataques foram uma resposta ao disparo de foguetes. O porta-voz da polícia israelense, Micky Rosenfeld, disse que 16 foguetes foram disparados na direção do sul de Israel na manhã desta segunda-feira. Um foguete danificou a pré-escola de uma fazenda comunal pouco antes de as crianças chegarem ao local, mas ninguém ficou ferido.

As escolas da região estão fechadas pelo segundo dia para evitar mortes e ferimentos. Ontem, um foguete atingiu o pátio de uma escola vazia.

Também nesta segunda-feira, militantes dispararam três morteiros contra Kerem Shalom, único local de travessia de carga entre Israel e Gaza, por onde passam 70% dos bens que chegam ao território.

Dois veículos foram atingidos no lado palestinos, mas ninguém ficou ferido, afirmaram funcionários israelenses. As operações no local foram interrompidas por cerca de meia hora antes de serem retomadas. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
IsraelpalestinosGazamortos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.