Reuters
Reuters

Novos ataques no Iraque deixam pelo menos 12 mortos nesta 3ª feira

Em menos de 48 horas, quase 100 pessoas morreram em atentados a áreas xiitas

O Estado de S. Paulo,

21 de maio de 2013 | 10h41

TIKRIT, IRAQUE - A explosão de bombas e confrontos entre soldados e homens armados mataram pelo menos 12 pessoas nesta terça-feira, 21, no Iraque, informaram autoridades. Em menos de 48 horas, quase 100 pessoas morreram em atentados em áreas xiitas.

Em Tarmiyah, ao norte de Bagdá, confrontos entre soldados iraquianos e homens armados, além de um ataque suicida, mataram três soldados e feriram pelo menos sete, disseram funcionários de segurança e da área médica.

Dois carros-bomba explodiram em Tuz Khurmatu, área xiita de Turkmen, ao norte da província de Salaheddin, matando três pessoas, ferindo 44 e provocando pesados danos em dez casas. Outras três bombas colocadas à margem de vias foram detonadas num mercado de ovelhas na cidade de Kirkuk, norte do país, matando seis pessoas e ferindo 25.

Tuz Khurmatu e Kirkuk fazem parte de uma faixa de território que a região autônoma curda iraquiana quer incorporar, apesar das fortes objeções do governo federal, uma disputa que diplomatas de funcionários do governo afiram ser uma grande ameaça à estabilidade do país no longo prazo.

Os ataques desta terça-feira acontecem um dia depois de mais de 70 pessoas terem sido mortas em todo o Iraque. O país tem sido atingido por uma onda de violência que já deixou 374 mortos somente neste mês, segundo contagem feita pelas autoridades.

O primeiro-ministro Nouri al-Maliki anunciou planos para uma revisão da estratégia de segurança do país. Ele declarou que a questão será discutida durante uma reunião de gabinete nesta terça-feira. / DOW JONES e REUTERS 

Tudo o que sabemos sobre:
Iraqueatentadosxiitas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.