Novos confrontos deixam 145 mortos no Sri Lanka

Novos choques entre soldados cingaleses e rebeldes tâmeis no norte do Sri Lanka resultaram na morte de mais 145 pessoas, informou hoje o general de brigada Udaya Nanayakkara, porta-voz do Exército do país. Segundo ele, 120 rebeldes tâmeis e 25 soldados cingaleses morreram nos confrontos. Há ainda dez soldados desaparecidos.De acordo com o porta-voz, os choques ocorreram em duas aldeias na Península de Jaffna e no entorno de Kilinochchi, sede do governo paralelo rebelde no norte do Sri Lanka. Os soldados ingressaram em território rebelde pelas aldeias de Kilali e Muhamalai nas primeiras horas de hoje. Depois de atacarem as posições rebeldes, retornaram a suas bases. Também houve confrontos nos arredores de Kilinochchi.Já o website rebelde TamilNet informou que 40 soldados morreram somente no front de Kilali. A página não trazia informações sobre baixas rebeldes nem detalhes de outros confrontos. Nanayakkara rejeitou a versão rebelde.É difícil apurar informações sobre as baixas ocorridas nas frentes de combate porque os dois lados impedem a entrada de jornalistas na zona de conflito.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.