Novos confrontos deixam 37 mortos no norte do Sri Lanka

Segundo Ministério da Defesa, 100 rebeldes ficaram feridos; guerrilha perde terreno com ofensiva do governo

Efe,

06 de agosto de 2008 | 05h06

Pelo menos 33 guerrilheiros e quatro soldados morreram em confrontos registrados nas últimas 24 horas no norte do Sri Lanka, informou nesta quarta-feira, 6, o Ministério da Defesa cingalês. A mesma fonte anunciou que cerca de 100 rebeldes ficaram feridos. O confronto com maior número de vítimas ocorreu na região de Kalvilan, situada no distrito de Mullaitivu (norte), onde pelo menos 26 guerrilheiros morreram e outros 73 ficaram feridos. Os outros enfrentamentos foram registrados nos distritos de Vavuniya e Jaffna, ambos no norte e por onde passa a linha de frente entre o Exército e os Tigres de Libertação da Pátria Tâmil (LTTE). O Exército cingalês anuncia diariamente a morte de dezenas de combatentes inimigos, embora as partes precisem de comprovação independente, porque o acesso às frentes de batalha é proibido. Nos últimos meses, a guerrilha perdeu terreno em várias frentes devido a uma intensa ofensiva do governo, que declarou o fim do cessar-fogo em janeiro deste ano e se propôs a tomar todos os redutos guerrilheiros.

Tudo o que sabemos sobre:
Sri Lankaconfrontos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.