Novos confrontos deixam 85 mortos no sul do Sudão

Autoridades disseram que confrontos entre o Exército do Sudão do Sul e um grupo rebelde liderado por um comandante militar que desertou mataram pelo menos 85 pessoas. O ministro de União Estatal, Gideon Gatpan, disse que os combates tiveram início no domingo. Segundo ele, a maioria dos mortos era do grupo rebelde leal a Peter Gadet, ex-alto oficial do Exército. No sábado, outro conflito deixou 82 mortos no Estado de Warrap.

AE, Agência Estado

11 de maio de 2011 | 13h16

Um porta-voz do Exército do Sul não forneceu dados sobre mortos e feridos nos confrontos no condado de Mayom, mas afirmou hoje que quatro soldados ficaram feridos na segunda-feira, quando um caminhão do Exército passou por cima de uma mina terrestre.

Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), pelo menos sete movimentos rebeldes lutam para derrubar o governo do sul do Sudão. Faltam menos de dez semanas para que o Sudão do Sul declare independência, após a separação ter sido aprovada em referendo. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.