EFE/EPA/STR
EFE/EPA/STR

Novos confrontos entre governo e separatistas deixam nove mortos no sul do Iêmen

Cinco combatentes separatistas foram mortos por atiradores emboscados e quatro soldados leais ao governo foram mortos em tiroteios

O Estado de S.Paulo

29 Janeiro 2018 | 13h09

SANAA - Pelo menos nove pessoas morreram nesta segunda-feira em confrontos entre as forças separatistas e soldados do governo em Áden, no sul do Iêmen, indicaram fontes militares, acrescentando que ambas as partes recorreram a armas pesadas.

+ Separatistas tomam sede do governo iemenita

De acordo com as fontes, cinco combatentes separatistas foram mortos por atiradores emboscados e quatro soldados leais ao governo foram mortos em tiroteios.

A grande cidade portuária ficou completamente paralisada nesta segunda-feira em meio ao fogo cruzado de tanques e artilharia pesada.

Os confrontos se intensificaram na parte da tarde e as ruas estavam desertas, constatou um cinegrafista da AFP, que confirmou o uso de tanques de guerra. Escolas e lojas permaneceram fechadas na maior parte da cidade.

+ Arábia Saudita acusa Irã por míssil balístico interceptado na fronteira com Iêmen

O conflito opõe o exército do governo às forças do movimento separatista, que é muito poderoso em Áden (o Iêmen do Sul era um Estado independente antes da fusão com o Norte em 1990).

Os primeiros confrontos começaram no domingo, quando os separatistas tentaram organizar manifestações para exigir a partida do governo. A violência deixou pelo menos 15 mortos e 122 feridos, incluindo civis, de acordo com fontes militares. / AFP

 

Mais conteúdo sobre:
Iêmen [Ásia]

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.