Novos governadores provinciais são empossados no Egito

O presidente interino do Egito empossou 20 novos governadores provinciais nesta terça-feira, medida que reforça a autoridade da nova liderança do país e remove todos os membros da Irmandade Muçulmana que haviam sido nomeados por Mohammed Morsi antes de ser retirado do cargo.

Agência Estado

13 Agosto 2013 | 16h13

A alteração no governo acontece no momento em que partidários de Morsi reforçaram seus pontos de protesto na capital, onde estão há seis semanas, e realizaram mais protestos em todo o país para exigir sua volta ao cargo.

A Irmandade, grupo ao qual Morsi pertence, não aceita conversar com o novo governo, muito menos participar da transição. Eles afirmam que a nova liderança, apoiada pelos militares, não age com seriedade no que diz respeito à reconciliação ou no cumprimento da exigência dos manifestantes, que querem a libertação dos principais líderes do grupo, acusado de incitar a violência. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Egito política governadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.