NSA e CIA colaboram em ataques com drones

A Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos (NSA, na sigla em inglês) tem contribuído com a CIA no programa de eliminação de alvos da inteligência norte-americana que faz uso de aviões teleguiados para atacar supostos "terroristas" localizados em outros países. A notícia foi publicada nesta quarta-feira pelo jornal norte-americano The Washington Post com base em documentos cedidos pelo ex-agente Edward Snowden.

AE, Agência Estado

17 de outubro de 2013 | 19h14

Os documentos deixaram claro que a CIA depende fortemente na capacidade da NSA para rastrear e-mails, telefonemas e outros tipos de comunicações para realizar seus ataques com os chamados "drones". As informações fornecidas por Snowden confirmam o controverso programa que construiu uma rede de metadados que investiga praticamente todos os números discados por cidadãos dos EUA.

A pedido de oficiais da inteligência americana, o Post admitiu ter retido diversas informações. Os agentes alegam que a divulgação dessas informações poderia atrapalhar algumas ações e colocar o país "em risco".

As forças norte-americanas assassinaram em 2012 no Paquistão o aliado de Osama Bin Laden e membro da Al-Qaeda, Hassan Ghul, após interceptação de e-mail enviado por sua mulher. Ghul foi peça fundamental para que fosse conhecido o paradeiro de Bin Laden. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAespionagemNSACIA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.