NSA espionou ex-chanceler alemão em 2002, diz jornal

A Agência de Segurança Nacional (NSA, na sigla em inglês) dos EUA espionou o ex-chanceler alemão Gerhard Schröder quando ainda estava no poder, em 2002, informou o jornal local Süddeutsche Zeitung, citando fontes de dentro do governo dos EUA e da NSA.

AE, Agência Estado

05 de fevereiro de 2014 | 04h29

O diário disse que o governo dos EUA, sob o comando do ex-presidente George W. Bush, estava preocupado com as críticas do chanceler aos planos dos EUA de invadir o Iraque. A preocupação é que a oposição pudesse levar a uma divisão na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

Ao ser questionado sobre a alegada espionagem, Schröder disse que naquela época jamais pensaria que os EUA o espionaria, mas que agora "isso não me surpreende mais". Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAAlemanhaespionagem

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.