NSA realiza espionagem industrial, denuncia Snowden

Em setembro de 2013 foi revelado que a agência vigiou a Petrobrás, o que expôs ações de espionagem com objetivo econômico

O Estado de S. Paulo

26 de janeiro de 2014 | 20h29

O ex-agente norte-americano Edward Snowden acusou, em uma nova entrevista, a Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos (NSA, na sigla em inglês) de estar envolvida em ações de espionagem industrial.

Numa entrevista à emissora pública alemã ARD levada ao ar na noite deste domingo, Snowden exemplificou que se uma empresa como a Siemens tivesse uma informação que pudesse beneficiar os EUA, mas sem nenhuma relação com assuntos de segurança nacional, a NSA usaria a informação mesmo assim.

Snowden não entrou em detalhes. Ele disse que prefere esperar a publicação das reportagens sobre o tema, o que deve ocorrer em breve.

Durante a entrevista, Snowden assegurou que não está mais em posse de nenhum documento da NSA, uma vez que repassou tudo a alguns jornalistas de sua confiança. Isto faz com que ele não tenha mais controle sobre quando os documentos serão divulgados ao público.

Em setembro do ano passado foi revelado que a NSA espionou a Petrobrás, o que expôs ações de espionagem com objetivo econômico.

Ao longo dos últimos meses, os vazamentos de informação proporcionados por Snowden também expuseram uma série de abusos cometidos pela NSA, desde a coleta generalizada de dados telefônicos de cidadãos norte-americanos e estrangeiros à interceptação de 200 milhões de mensagens de SMS por dia. Foi revelado ainda que a NSA grampeou líderes estrangeiros considerados aliados dos EUA, como a presidente do Brasil, Dilma Rousseff, e a chanceler da Alemanha, Angela Merkel. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAespionagemindustrialSnowden

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.