Núcleo da inflação na zona do euro registra alta

A inflação preliminar da zona do euro divulgada hoje permaneceu inalterada em 0,8% em fevereiro na comparação anual. O resultado ficou acima da previsão, que era de 0,7%. Contudo, o núcleo do índice de preços ao consumidor (CPI) - que exclui alimentos e energia - registrou alta para 1% de 0,8% no mês anterior. Essa aceleração ajudou a diminuir a pressão sobre o Banco Central Europeu (BCE) para alterar a política monetária na reunião da próxima semana.

EDGAR MACIEL, COM INFORMAÇÕES DA MARKET NEWS INTERNATIONAL, Agência Estado

28 de fevereiro de 2014 | 11h08

No resultado deste mês, o setor energético novamente influenciou o índice de preços ao consumidor (CPI). O presidente do BCE, Mario Draghi, já sinalizou em outras oportunidades que a energia tem desacelerado a inflação e que este cenário não deve ser analisado como uma preocupação.

Ontem, Draghi ressaltou que o banco está pronto para agir se mais riscos de baixa surgirem em relação à estabilidade de preços, mas repetiu que a instituição não vê evidências de deflação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.