Número 2 da Al-Qaeda pode estar morto, afirma CBS

Reportagem da rede de TV e rádio norte-americana CBS afirma que o grande ideólogo da rede terrorista Al-Qaeda, o médico egípcio Ayman al-Zawahiri, foi gravemente ferido e pode ter morrido em um ataque aéreo americano no Paquistão. Foi o que relatou a edição do Jornal da Globo de ontem. Segundo a CBS, militares americanos interceptaram uma carta em que talebans requisitavam um médico para tratar do número dois da Al-Qaeda. A carta diz que os ferimentos de al-Zawahiri infeccionaram e que ele está em estado grave.A correspondência, afirma a emissora, é datada de 29 de julho, um dia depois do ataque americano que matou o especialista em explosivos da rede terrorista Abu al-Masri. Fontes militares americanas, citadas pela emissora, dizem ter informações que ele possa ter morrido.De acordo com o relato do Jornal da Globo, o egípcio Ayman al-Zawahiri está desde os 15 anos ligado ao radicalismo islâmico. Ele ajudou a estabelecer a facção Jihad islâmica no Egito e foi preso por envolvimento na morte do presidente Anuar Sadat. Foi na guerra do Afeganistão que al-Zawahiri conheceu Osama Bin Laden. E quando começou a ser definida a divisão de papéis: Osama, o rico financiador do grupo terrorista, e al-Zawahiri, o ideólogo.

AE, Agencia Estado

02 de agosto de 2008 | 07h45

Tudo o que sabemos sobre:
líderal-qaeda

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.