Número de americanos mortos no Iraque chega a quase 3.000

Mais cinco soldados dos Estados Unidos morreram de ferimentos sofridos em combate, informam fontes militares, o que eleva o total de americanos mortos desde o início dos combates a quase 3.000. Em dezembro, 76 miliares americanos foram mortos. Na taxa atual, o número de mortes de soldados dos EUA em combate, neste mês, poderá ser a maior do ano.Pelo menos 2.964 soldados americanos perderam a vida desde o início da guerra, em março de 2003, de acordo com tabulação mantida pela Associated Press. A secretária de Estados americana, Condoleezza Rice, havia dito, na quinta-feira, que o Iraque "vale o investimento", em vidas e dólares, e que os EUA ainda podem vencer a guerra.O novo secretário de Defesa dos EUA, Robert Graves, que se encontrava em visita ao Iraque, encerrou sua passagem pelo país, afirmando que pretende apresentar um relatório ao presidente George W. Bush dentro de três dias. Gates absteve-se de dizer se o relatório sugerirá um aumento no número de soldados americanos no país.Bush estuda enviar milhares de soldados adicionais ao Iraque, para conter a violência. Há, atualmente, 140.000 militares americanos em solo iraquiano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.