Número de assassinatos sobe no Japão em 2008

O número de assassinatos no Japão subiu para 8,4 por cento, chegando a 1.300, no ano passado, com uma série de casos que chamaram a atenção mesmo à crise econômica. Dados da Agência Nacional de Polícia foram divulgados na quinta-feira, um dia depois de um professor universitário ser esfaqueado em um campus em Tóquio. O assassinato dominou as manchetes dos jornais. A polícia ainda não capturou o principal suspeito, um homem de chapéu preto que foi visto fugindo do local do crime, segundo a mídia. O Japão tem um índice de crimes violentos relativamente baixo, mas vários assassinatos chocaram o público no ano passado. O funcionário de uma fábrica matou sete transeuntes a facadas em uma movimentada rua comercial de Tóquio. Ele publicou mensagens na Internet, reclamando de seu trabalho e da solidão. Em dezembro, a imprensa japonesa reportou o caso de uma moça de 18 anos que também esfaqueou seu pai na véspera de Natal depois de uma briga. (Por Chisa Fujioka)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.