Número de feridos em explosão no México sobe para 7

Representantes da Petróleos Mexicanos (Pemex) afirmaram há pouco que a explosão que atingiu um oleoduto no campo de Tonanitla, na região central do país deixou sete feridos e lançou fogo e fumaça no ar. A petrolífera estatal afirmou que a explosão e o incêndio foram causados por uma ligação elétrica clandestina.

MARCELO RIBEIRO SILVA, Agência Estado

21 de julho de 2013 | 19h56

De acordo com o escritório do Ministério Público do Estado, quatro policiais e três bombeiros que combatiam o fogo ficaram feridos. A estatal afirmou em sua conta no Twitter que o acidente foi causado por uma ligação clandestina que pretendia roubar petróleo. O fornecimento da commodity foi imediatamente suspenso após a explosão.

O governador do estado do México, Eruviel Avila, disse que o acidente não ameaçou qualquer comunidade da região. Não houve necessidade de pedir às pessoas que abandonassem o local.

A Pemex sofre constantemente com as ligações clandestinas. Segundo um relatório da estatal, nos últimos, a Pemex viu os roubos de petróleo, gasolina e diesel aumentarem em 20%. Em dezembro de 2010, uma tentativa de roubo causou uma explosão que deixou 29 mortos.

Em abril deste ano, o secretário de Energia, Pedro Joaquín Coldwell, afirmou que os roubos custam à empresa cerca de US$ 5 bilhões por ano. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Méxicoexplosãooleoduto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.