Número de japoneses mortos na Argélia chega a 10

Autoridades japonesas encontraram o corpo do último cidadão japonês a desaparecer durante a crise de reféns na Argélia na semana passada, segundo confirmou nesta quinta-feira o governo do país. O número de japoneses mortos na Argélia chegou a 10.

AE, Agência Estado

24 de janeiro de 2013 | 15h34

As vítimas trabalhavam para uma companhia japonesa de engenharia, JGC, em uma fábrica de gás natural no deserto do Sahara. Outros sete funcionários da empresa sobreviveram ao ocorrido.

Militantes islamitas tomaram um campo de gás e fizeram estrangeiros de diversos países reféns durante quatro dias até as forças do governo da Argélia invadirem o local. O primeiro-ministro do país afirmou que pelo menos 37 pessoas foram feitas reféns e 29 militantes morreram. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
JapãoArgéliamortos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.