Número de ligações para NY aumenta e conexão pode ser difícil

Algumas ligações telefônicas para Nova York não estão sendo completadas na tarde de hoje devido ao congestionamento na rede de telefonia da cidade, depois da queda de um avião da American Airlines no distrito de Queens. "Todos os centros de controle na cidade de Nova York estão registrando volumes de ligação acima do normal", disse David Johnson, porta-voz da AT&T, a maior operadora de longa distância dos EUA. "Tivemos um pico entre 9h e 9h15 (horário de NY)", afirmou, "agora está começando a cair de novo". Ele descreveu o congestionamento da rede como de "impacto muito baixo". "Toda vez que acontece uma situação de emergência como um terremoto na Califórnia, o ataque no WTC, ou um furacão na Flórida, pessoas de todo o país que têm parentes, amigos ou conhecidos na área correm para o telefone", disse Johnson. Segundo ele, a cobertura constante das principais redes de televisão também contribui para o aumento do interesse pelo que está acontecendo em Nova York. O porta-voz da Verizon Communications, Eric Rabe, que controla a rede de telefonia local em Nova York, informou que o volume de ligações em Queens, onde os aviões caíram, está entre 20 e 25 vezes mais alto do que normal. "Há volumes muito pesados em Nova York hoje", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.