Número de mortos em avalanches do Nepal sobe para 29

Equipes de salvamento ampliaram suas buscas por alpinistas presos na região do Himalaia, no norte do Nepal, nesta sexta-feira. Pelo menos 29 pessoas, dentre estrangeiros e moradores do local, já morreram na série de nevascas e avalanches que assolou a área nesta semana.

Estadão Conteúdo

17 de outubro de 2014 | 11h17

Dezenas de pessoas foram resgatadas nesta sexta-feira, segundo autoridades, mas outras continuam dispersas em trilhas de alpinismo de elevadas altitudes, bastante populares na região.

O governo criou um comitê especial para coordenar os esforços de busca, após sofrer críticas de que não estava agindo o suficiente para salvar os alpinistas. O comitê irá gerenciar os esforços das forças policiais, da administração local e de agentes privados envolvidos nos resgates.

Com a melhora nas condições climáticas, os helicópteros expandiram suas áreas de busca, procurando por pessoas que buscaram refúgio em pequenas cabanas na trilha de Annapurna. As aeronaves já resgataram 40 pessoas nessa sexta-feira e tiveram informações sobre outras 50 pessoas presas, mas a salvo, em um vilarejo. Nos últimos dois dias, autoridades resgataram 78 pessoas de Mustang e outras 157 do distrito vizinho de Manang.

A trilha de Annapurna, a 160 quilômetros da capital Katmandu, estava repleta de turistas estrangeiros que vieram para aproveitar o ápice do alpinismo na região, em outubro. Sem saberem que o clima mudaria dramaticamente, eles foram pegos de surpresa pelo mau tempo. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Nepalavalanchesmortosnevasca

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.