Número de mortos em choque de trens-bala na China sobe para 32

Trem teria sido atingido por raio antes de choque com outro veículo; há mais de 100 feridos.

BBC Brasil, BBC

23 de julho de 2011 | 18h33

Pelo menos 32 pessoas morreram e mais de 100 ficaram feridas na colisão de dois trens de alta velocidade no leste da China neste sábado, segundo a imprensa oficial do país.

Dois vagões de trem caíram de uma ponte após descarrilarem nas proximidades de Wenzhou, na província de Zhejiang.

Os detalhes do ocorrido ainda estão surgindo, mas a imprensa chinesa afirma que um dos trens perdeu força após ser atingido por um raio.

Ele teria então sido atingido pelo outro trem causando a queda dos dois vagãos da ponte.

Investimento bilionário

Os trens são da primeira geração de trens-bala chineses, com velocidade média pouco abaixo de 160 km/h.

O país vem gastando bilhões na construção de uma estrutura para trens de alta velocidade.

No mês passado, a China inaugurou sua linha ligando Pequim e Xangai, com trens correndo a 300 km/h, reduzindo a viagem para cerca de 5 horas.

O projeto, no entanto, foi criticado por seu alto custo e há denúncias de corrupção.

Segundo o correspondente da BBC em Pequim Martin Patience, também há temores de que a corrupção tenha prejudicado a segurança dos trens de alta velocidade no país. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
chinatremtrem-balaWenzhouZhejiang

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.