Número de mortos em conflito no Congo chega a 280

Uma equipe militar francesa que analisa a possibilidade de enviar soldados ao conturbado nordeste do Congo encerrou uma missão de reconhecimento de dois dias, ao mesmo tempo em que o número de mortos em mais de uma semana de conflitos tribais era elevado a 280 pelas autoridades locais. Desde sua chegada, ontem, oficiais do Exército e da Marinha de França reuniram-se com militares ligados à ONU no Congo para discutir a logística do deslocamento das tropas francesas, disse Hamadoun Toure, porta-voz da missão da ONU no país africano. As Nações Unidas querem enviar uma força multinacional de paz à província congolesa de Ituri para impedir a retomada dos choques entre as tribos hema e lendu, interrompidos por um acordo de cessar-fogo assinado na última sexta-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.