Número de mortos em conflitos no Egito sobe para 17

Um oficial de segurança egípcio informou neste sábado que o número de mortos em confrontos entre manifestantes islâmicos e forças de segurança no dia anterior subiu para 17. A autoridade falou em condição de anonimato porque não estava autorizado a discutir o assunto com a mídia.

AE, Agência Estado

04 de janeiro de 2014 | 10h04

Na sexta-feira, uma série de protestos ocorreu em Cairo e em outras cidades e províncias, como Alexandria, Ismailia, Fayoum e Minya.

As manifestações foram as mais violentas em meses, menos de duas semanas antes de um referendo sobre uma constituição alterada.

A Irmandade Muçulmana, o maior grupo islâmico do Egito, e seus defensores pediram um boicote a votação. Eles fizeram protestos quase diários desde que os militares derrubaram o presidente Mohammed Morsi em um golpe popularmente apoiado em julho. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
egitoviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.