STR / AFP
STR / AFP

Número de mortos em deslizamento de terra na China sobe para 36

No total, 22 casas foram soterradas, em uma área onde viviam 50 pessoas. 

AFP, O Estado de S.Paulo

28 de julho de 2019 | 02h48

PEQUIM - O número de mortos no deslizamento de terra que ocorreu em uma aldeia do sudoeste da China subiu de 20 para 36 neste sábado, 27. Segundo a imprensa local, 15 pessoas permanecem desaparecidas. 

O deslizamento ocorreu na noite da última terça, 23, em uma aldeia satélite da cidade de Liupanshui, a 2.300 km de Pequim. No total, 22 casas foram soterradas, em uma área onde viviam 50 pessoas. 

Segundo a agência de notícias Xinhua, cerca de 40 pessoas foram resgatadas do local da catástrofe. 

O governo chinês anunciou o aporte de 30 milhões de yuans (US$ 4,35 milhões) para operações de busca e realocação de vítimas do desastre

Deslizamentos de terra são frequentes em áreas rurais e montanhosas da China, especialmente durante as estações chuvosas. Em agosto de 2017, pelo menos 30 pessoas morreram em deslizamentos de terra nesta mesma província. /AFP

Tudo o que sabemos sobre:
China [Ásia]deslizamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.