Número de mortos em Lima chega a 205

Pelo menos 205 mortos, um número indeterminado de desaparecidos, centenas de feridos e dezenas de edifícios e veículos danificados. Este era o balanço feito, até o início da tarde deste domingo, dos danos causados pelo devastador incêndio provocado pela explosão em série, no sábado, de várias toneladas de artefatos pirotécnicos numa loja de um popular shopping center do centro de Lima.As autoridades policiais e judiciárias advertiram, porém, que o número de mortos pode chegar a várias centenas, já que os escombros ainda estão sendo removidos dos edifícios nos quais, aparentemente, se encontram dezenas de cadáveres de pessoas que ali buscaram refúgio em meio ao desespero. Em vários hospitais de Lima se encontram feridos com queimaduras, contusões e sinais de asfixia. É de mais de 100 o número de pessoas com ferimentos graves.O governo do presidente Alejandro Toledo, que chegou ao local da tragédia nesta madrugada, declarou luto nacional de 48 horas devido à magnitude do que poderá ser o maior desastre desta natureza da história do Peru. Toledo anunciou que seu governo proibiu a produção, importação e comercialização de produtos pirotécnicos. O presidente inspecionou o local do desastre e anunciou ajuda para todos os afetados pela catástrofe.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.