Número de mortos na Ásia já supera os 11.000

O mais poderoso terremoto dos últimos 40 anos atingiu as profundezas do Oceano Índico, a oeste da ilha de Sumatra, e deu origem a maremotos com ondas de até 7 metros que varreram regiões litorâneas em seis países, matando mais de 11.300 pessoas no Sri Lanka, Indonésia, Índia, Malásia, Bangladesh e Tailândia. Na Indonésia, há mais de 4.000 mortos. No Sri Lanka, 3.000 confirmados pelo governo e mais 1.500 reportados pelos rebeldes que controlam parte do país. O governo da Indonésia luta para atender às vítimas do desastre em Aceh, região devastada por uma guerra separatista e na qual jornalistas e grupos humanitários estrangeiros são proibidos de entrar há mais de um ano. É provável que essa restrição deixe de vigorar, para que socorro estrangeiro possa chegar ao local. "Não sabemos o que acontece lá, por causa da falta de comunicação", disse o vice-presidente Jusuf Kalla.Milhares de pessoas abandonaram suas casas e buscaram terreno elevado depois que o terremoto, centrado 40 km abaixo do leito oceânico, enviou ondas gigantescas rumo ao litoral. Um jornalista da Associated Press na vila de Lancuk viu diversos cadáveres presos em árvores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.