Adek Berry/AFP
Adek Berry/AFP

Número de mortos pelo coronavírus no mundo passa de 900 mil, diz agência

Estados Unidos, Brasil, Índia e México somam mais de metade das vítimas

Redação, O Estado de S.Paulo

09 de setembro de 2020 | 21h51

PARIS - A pandemia de coronavírus ultrapassou a marca de 900 mil mortos nesta quarta-feira, 9, indica um balanço feito pela Agência France Press a partir de fontes oficiais.

No total, foram 900.052 óbitos no mundo e 27.711.866 casos confirmados. A América Latina e o Caribe são a região mais afetada com 300.340 mortes, à frente da Europa (219.616). Mais da metade das mortes globais de covid-19 ocorreram em quatro países: Estados Unidos (190.478), Brasil (127.464 ), Índia (73.890) e México (68.484).

A marca foi atingida no mesmo dia em que a AstraZeneca e a Universidade de Oxford anunciaram uma pausa nos testes clínicos de uma das mais avançadas vacinas contra a covid em desenvolvimento. 

A decisão foi tomada após um voluntário apresentar uma doença não diagnosticada. Cumprindo os protocolos de segurança, os testes foram interrompidos para que o caso fosse analisado por um comitê independente. O anúncio é o primeiro deste tipo entre dezenas de testes clínicos em andamento em todo o mundo.

Consultada pela Agência France Press, a Organização Mundial da Saúde (OMS) destacou que "suspensões temporárias de ensaios clínicos de vacinas não são incomuns".

“Estamos satisfeitos em ver que a integridade científica dos testes está garantida e que as diretrizes e regras padrão para o desenvolvimento de vacinas são seguidas”, acrescentou a organização. /AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.