REUTERS/Yves Herman
REUTERS/Yves Herman

Número de mortos por coronavírus dobra em 3 dias e Bélgica supera marca dos 1 mil mortos

De acordo com autoridades da Saúde, disparada no número de casos fatais ocorreu em razão do atraso na contagem das vítimas que moravam em casas de repouso

Redação, O Estado de S.Paulo

02 de abril de 2020 | 07h53

BRUXELAS - A Bélgica é mais um país europeu que vem enfrentando um aumento rápido do número de mortes em decorrência do coronavírus. Um balanço apresentado pelas autoridades de saúde do país nesta quinta-feira, 2, mostram que o número de vítimas do covid-19 dobrou em 3 dias, fazendo o país ultrapassar a barreira dos 1 mil mortos.

Ao todo, 1.011 mortes por coronavírus foram registradas na Bélgica desde o início da pandemia. O rápido aumento do número de óbitos registrados desde a segunda-feira, contudo, foi provocado pelo atraso na contagem das vítimas que moravam em casas de repouso.

"No total, 93% dos falecimentos são de pessoas com mais de 65 anos", afirmou o médico Emmanuel André, um dos porta-vozes do ministério da Saúde, que também anunciou que 54% dos 2.300 leitos de UTI do país estão ocupados.

O reino europeu, que já confirmou 15.348 casos da doença, prolongou na semana passada o confinamento dos 11,4 milhões de habitantes até 19 de abril. No entanto, a primeira-ministra do país, Sophie Wilmès, alertou que pode ampliar a medida até 3 de maio, de acordo com a evolução do cenário. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.