Número de mortos por desabamento no Egito sobe para 33

O número de mortos resultante dodesabamento de um prédio residencial de 12 andares na cidade deAlexandria, no Egito, subiu para 33 no sábado, informou aagência de notícias oficial egípcia Mena. De acordo com a agência, equipes de resgate retiraram trêscorpos dos escombros no início do sábado e a busca por novasvítimas continua. As autoridades disseram esperar que entre 25 e 30 pessoasestivessem enterradas nos escombros quando o prédio desabou nasegunda-feira. Fontes de segurança disseram na sexta-feira que osintegrantes das equipes de resgate conseguiram retirar trêssobreviventes do que restou no prédio desde o desabamento. Oprédio caiu no momento em que trabalhadores realizavam umareforma no primeiro andar. O edifício foi construído originalmente como um prédio desete andares em 1982 sem a devida permissão, disseramautoridades. O proprietário conseguiu a permissãoposteriormente, mas depois incluiu ilegalmente mais cincoandares à construção. Promotores emitiram mandados de prisão para uma série depessoas ligadas ao desabamento, incluindo a mulher proprietáriado prédio. Eles prenderam o responsável pela reformaimediatamente após o desabamento, segundo fontes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.