HO / NOAA/RAMMB / AFP
HO / NOAA/RAMMB / AFP

Número de mortos por passagem de Furacão Dorian pelas Bahamas sobe para 7

O primeiro-ministro, Hubert Minnis, disse que o número aumentará e que há feridos com gravidade entre as mais 20 pessoas das Ilhas Ábaco que foram transportadas para Nova Providência

Redação, O Estado de S.Paulo

04 de setembro de 2019 | 01h44

SAN JUAN - O primeiro-ministro das Bahamas, Hubert Minnis, informou nesta terça-feira, 3, que o número de mortos por causa da passagem do furacão Dorian pelo arquipélago aumentou para sete.

Minnis disse que o número aumentará e que há feridos com gravidade entre as mais 20 pessoas das Ilhas Ábaco que foram transportadas para Nova Providência, onde está a capital Nassau. El informou também que o próprio Ábaco está completamente inundado, incluindo o aeroporto local.

"Estamos no meio de uma das maiores crises sofridas pelas Bahamas em toda a sua história", destacou o premiê, que disse que o número oficial de mortos aumentará porque há dados apenas das Ilhas Ábaco, cuja população é de cerca de 14 mil pessoas.

"Casas, edifícios e toda a infraestrutura estão completamente destruídos. O aeroporto está debaixo d'água, e a parte que o rodeia parece agora um lago", declarou Minnis, que completou afirmando que as estradas também estão alagadas.

Ainda segundo o premiê, a Agência Nacional de Uso de Emergências das Bahamas trabalhou no terreno nas Ilhas Ábaco, entregando mantimentos e água, além de salientar que há também agências federais dos Estados Unidos que prestam ajuda no local.

Minnis praticamente não falou sobre Grand Bahama, a outra ilha fortemente impactada pelo furacão, porque o Dorian acaba de deixar a área, o que impossibilita o fornecimento de informações mais detalhadas. EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.