Número de mortos sobe para 51 em deslizamento de pedras no Cairo

Subiu para 51 o número de mortos nodeslizamento de um rochedo em uma favela do Cairo. As pedrasacertaram dezenas de casas e ainda há vários desaparecidos,segundo fontes de segurança egípcias. As pedras esmagaram muitas construções no sábado, na áreade Manshiyet Nasser, no leste do Cairo. No local, as casas sãomuito próximas umas às outras e as vielas são estreitas. Orochedo ficava ao lado de uma estrada. As fontes de segurança disseram que o número de mortossubiu para 51 na segunda-feira, depois que as equipes deresgate descobriram pelo menos 11 corpos ao chegar a quatrocasas que antes estavam inacessíveis. A agência de notícias estatal Mena, citando o Ministério daSaúde, deu um número de mortos menor, de 39 pessoas. Segundo aagência, 57 pessoas ficaram feridas. "Ainda há casas debaixo dos escombros e provavelmente serãoencontradas vítimas nestas casas", disse uma autoridade desegurança, que preferiu não ser identificada. Cerca de 10 a 15 pessoas continuam desaparecidas.Acredita-se que estejam soterradas, segundo as fontes desegurança. Algumas das pedras pesam mais de 200 toneladas. Pode levardias para que elas sejam quebradas e retiradas do caminho. (Por Cynthia Johnston)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.