Número de possíveis vítimas do Baycol sobe para 100

A Bayer comunicou que o número estimado de mortes supostamente relacionadas aos efeitos colaterais da droga Baycol, prescrita para baixar níveis de colesterol no sangue, está em 100. Esta estimativa supera a anterior, de 52 mortes, feita em meados do ano passado, quando o medicamento, também conhecido como Lipobay, foi retirado do mercado. A companhia divulgou o número a pedido da Securities and Exchange Comission, autoridade norte-americana responsável pela análise e aprovação de negociações corporativas, para atualizar seu listamento na bolsa de valores de Nova York. O Baycol foi um dos grandes responsáveis pelo desencadeamento da crise que a Bayer atravessa atualmente. Somente no terceiro trimestre do ano passado, o prejuízo líquido foi de US$ 161,7 milhões.

Agencia Estado,

18 Janeiro 2002 | 15h29

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.