JIM WATSON/AFP
JIM WATSON/AFP

'Nunca houve nada parecido', diz Trump sobre inundações no Texas

O republicano fará uma visita ao Texas nesta terça-feira, mas a agenda ainda não foi divulgada pela Casa Branca

O Estado de S.Paulo

28 Agosto 2017 | 17h36
Atualizado 28 Agosto 2017 | 18h21

WASHINGTON - O presidente americano, Donald Trump, lamentou nesta segunda-feira, 28, as inundações que assolam o Texas, afirmando que "nunca houve nada parecido", na véspera de sua primeira visita à zona afetada pela catástrofe.

"É a maior já vista, estão dizendo que é a maior, é histórica", disse Trump, referindo-se à inundação provocada pela tempestade tropical Harvey, que se move ao longo da costa do Texas em direção à Luisiana.

O republicano fará uma visita ao Texas nesta terça-feira, mas a agenda ainda não foi divulgada pela Casa Branca. Ele ainda deixou aberta a possibilidade de fazer uma segunda visita ao Texas no fim de semana ou ao Estado da Louisiana.

"Estou trabalhando com o Congresso para uma resposta aos danos causados pelo Harvey", disse o presidente em uma rápida conversa com jornalistas no Salão Oval da Casa Branca, ao lado do presidente da Finlândia, Sauli Niinisto. 

Trump elogiou os esforços dos texanos para retirar vítimas de áreas inundadas de Houston e região, após quantidades recordes de chuvas em função do Harvey. “Estamos lidando com o Congresso. Como você sabe, vai ser uma situação muito cara”, afirmou Trump. 

O republicano, que comandou uma série de reuniões do gabinete para ajudar a coordenar a resposta federal, disse que “as coisas estão sendo tratadas muito bem” e saudou o esforço de socorro.

“É uma quantidade histórica de água. Nunca houve nada parecido. Então, as pessoas estão lidando com isso de forma surpreendente e o povo do Texas realmente perseverou”, disse ele.

Muro. Ao abrir para perguntas dos jornalistas, Trump reiterou que o México pagará pelo polêmico muro na fronteira que ele prometeu construir durante a campanha. "De um jeito ou de outro, o México pagará pelo muro", disse Trump, ao ser questionado sobre o tema. "Pode ser mediante reembolso." 

Trump voltou a fazer tais comentários ainda que os governos dos dois países tenham concordado em não voltar a tratar o tema do financiamento do muro na fronteiro em público após uma crise diplomática entre eles. O presidente mexicano, Enrique Peña Nieto, cancelou uma visita aos EUA. / AFP, AP e EFE  

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.