Nuvem de cinzas afetará Polônia e norte da Alemanha

Avanço da nuvem de cinzas em direção ao noroeste da Europa e sua perda de densidade permitiram a reabertura do espaço aéreo na Dinamarca e no Reino Unido

Efe,

25 de maio de 2011 | 05h04

BRUXELAS - A nuvem de cinzas procedentes do vulcão islandês Grimsvötn afetará nesta quarta-feira, 25, o tráfego aéreo no norte da Alemanha e na Polônia, mas não impedirá os voos no resto da Europa, segundo a Agência Europeia para a Segurança da Navegação Aérea (Eurocontrol).

 

A agência espera uma evolução propícia da situação nos próximos dias, já que a coluna de fumaça expelida pelo vulcão perdeu altura e está "significativamente mais frágil", segundo informou a Eurocontrol através de sua conta no microblog Twitter.

 

O avanço da nuvem de cinzas em direção ao noroeste da Europa e sua perda de densidade em algumas zonas permitiram a reabertura do espaço aéreo na Dinamarca e no Reino Unido, enquanto obrigou o fechamento dos aeroportos alemães de Brêmen e Hamburgo e pode afetar o terminal de Berlim e alguns na Polônia, segundo a Eurocontrol.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.