Nuvem tóxica obriga retirada de mais de 2 mil pessoas de cidade alemã

Vazamento ocorreu após erro de manipulação química em uma fábrica pertencente à Kraft Foods.

Agência EFE,

16 de outubro de 2012 | 05h28

BERLIM - Mais de duas mil pessoas foram retiradas, na noite de segunda-feira, 15, da cidade alemã de Bad Fallingbostel, no estado da Baixa Saxônia, em razão de uma nuvem tóxica altamente venenosa produzida por um erro de manipulação química em uma fábrica da empresa Kraft Foods.

 

Um porta-voz dos bombeiros informou que foi necessária a retirada dos 250 trabalhadores da fábrica e de cerca de 1.800 moradores da região. A nuvem tóxica foi produzida durante a tarde quando os operários tentavam extrair o ácido nítrico que vazou por erro em um depósito de soda cáustica. Os afetados foram instalados provisoriamente em escolas e pavilhões esportivos até que a situação seja controlada.

 

O porta-voz dos bombeiros, que trabalham com trajes especiais, explicou que o eventual contato com a nuvem pode causar graves lesões respiratórias e dermatológicas. Mais de mil pessoas, entre bombeiros e forças de resgate, tentam controlar a situação que, segundo um porta-voz da empresa, voltou a se complicar na manhã desta terça-feira em razão da elevação da temperatura no depósito que contém a mistura química perigosa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.